Google+ Followers

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Respeito pelas Pessoas como Elas São!



Artigo:Respeito pelas Pessoas como Elas São!/Adaildes Alves Moreira: Ano 2017.Santa Maria Norte/Brasília-DF.Graduada em Letras/Licenciatura  2013 e Pós-Graduada em Gestão e Orientação Educacional pela Faculdade IDECAP/Cerrado.2014.

Respeito pelas Pessoas como Elas São!

_Que crime existe as Pessoas serem como Elas são? Nenhum. Quando uma Pessoa nasce, nasceu uma Pessoa, Ela não tem que ser questionada pela sua cor de pele, nem por sua Etnia, nem por sua sexualidade e nem por sua condição de vida. Agora o que deve ser questionado é a assistência necessária em manter bem todas as Famílias, em questão de: Educação, Saúde, Moradia, Lazer, Segurança, Empregos a Membros da Família e outros benefícios. Logo agora vou fazer uma pequena Crônica para você entender o que estou falando neste Artigo, vou contar em pequenas estrofes nascimentos e vivencias de alguns personagens, como dizia minha Professora de Literatura Patrícia Alcântara: "Quero falar pouco e falar bonito, quero escrever pouco para você entender". No meu primeiro personagem: Leonardo Flhypi nasceu de uma mulher "Negra", forte e guerreira, não tem um teto para morar, paga o aluguel de seu Barraco com a aposentadoria de viuvez e mantém a alimentação e as despesas do filho contando com este mesmo dinheiro, passa por dificuldades, mas o Amor pela Família  dessa Mulher é quem a torna forte e sobrevive o dia a dia da vida. Leonardo cresceu saiu da adolescência e assumiu ser "Gay", sua Mãe recebeu a notícia muito bem e disse a Leonardo:"_Filho você é o que é, você é meu Filho, eu te amo ainda mais, pois você está sendo você mesmo sem mentiras, é muito bonito você assumir de fato sua personalidade, seu ser, seu caráter, seja sempre assim, verdadeiro e digno, não faça nada para mostrar aos outros, mas mostre que você é digno de si mesmo, você nasceu, pois você existe meu Filho e não tenha vergonha de ser quem você é, não tenha vergonha de de ser sempre você". Partindo daí, o garoto vive sua vida normal, pois, nasceu uma pessoa normal e precisa de ser respeitado na sociedade. Leonardo estudou todo Ensino Médio e sempre foi bem acolhido na escola e por todos os colegas e assim, depois que terminou os estudos encontro trabalho de Escritório é um Auxiliar Administrativo e pretende logo quando puder e ter melhor oportunidade fazer a Faculdade de "Administração Pública".
O segundo personagem que criei: Aníbal um menino nascido no Japão de Família Japonesa que logo depois que Aníbal nasceu, sentiram vontade de morar em outro País, Aníbal era ainda um Bebê de 2 meses vieram de mudança para Brasília, seus Pais falavam muito pouco a Língua Portuguesa Brasileira, mas logo a frente foi adaptando ao Brasil e ao comunicar-se com as Pessoas começaram a falar bem melhor a língua local e Aníbal aprendeu bem a Língua Portuguesa Brasileira e seus Pais ainda sim ensinaram a sua Língua Materna que por sinal para Aníbal foi um passo muito importante, quando cresceu foi para a escola sabendo bem as duas Linguagens; logo Aníbal cresce, termina os estudos e entra na Faculdade de Medicina, um orgulho para seus Pais e Familiares pois muitos membros de sua Família são Médicos; Então, Aníbal é Japonês Nato, mora no Brasil e sua Etnia é respeitada, não houve nenhum problema em viver no Brasil, pois seus Pais recomeçaram uma vida nova no Brasil legalizada e seu Filho recebeu as condições e a Educação necessária para continuar a vida.
Meu terceiro personagem: Rodrigo, nasceu na Favela, um menino "Branco" de Família simples e muito humilde, Pais maravilhosos em que viu naquele menino a esperança de mudar de vida, pois via ali mais a frente uma criança indo a escola e fazer um futuro melhor para ele, onde seus Pais não tiveram a oportunidade de estudar, logo a esperança era que Rodrigo estudasse. O primeiros passos do menino foram muito bem, mesmo com as preocupações dos acontecimentos violentos na Favela, os Pais de Rodrigo faziam o possível para o Garoto ter uma vida simples e com conforto. Logo o menino cresce e vai a escola, nos primeiros tempos de estudante Rodrigo foi muito bem, logo no Sétimo Ano teve dificuldade e reprovou, mas não foi obstáculo para ele, logo no outro ano passou de ano e nunca mais reprovou, terminou os estudos e passou no "Vestibular" para "Medicina" e cursou "Medicina" e hoje Rodrigo é um "Médico" que ajuda a comunidade e trabalha num Hospital Público Concursado e mudou a vida de seus Pais e da sua Família, saiu da Favela e mora num lugar bonito com Jardins, orgulho de seus pais.
O quarto personagem: Dunga, um menino que nasceu de uma Família "Negra", uma Família muito unida e de origem humilde, mora em uma cidade bem "Pobre" assim dizendo, foi crescendo e sua Família sempre bem zelosa com o menino, Dunga na escola destacava em muitas Disciplinas, adora falar Inglês, gostava de buscar a aprender muitos Idiomas, mas sua paixão era jogar, na escola disputava os torneios e Dunga destacava entre os Jogadores, logo foi competir em outros Estados e assim foi visto por "Técnicos" que contratou-o em um Time de Estado, logo Dunga é um Jogador Famoso, orgulho de sua Família.
Júlia nasceu em uma Família de ricos políticos, nasceu em berço de ouro, gosta da vida simples, gosta do Turismo, Júlia é Lésbica assumida, sua Família a Ama muito, sempre ajudou Júlia no que precisa, pois Júlia ama viajar, pois a Faculdade de Turismo exige isso, viajar, logo Júlia ama conhecer muitos lugares bonitos, a Família de Júlia sempre deu a assistência necessária para que a garota pudesse desenvolver no mundo intelectual e na vida, pois o Amor pela Filha e pela Família é muito grande e são Famílias unidas; um dia Júlia abre o Jornal e na primeira Página estava a cara de seu Pai estampada nos Jornais como: "Político envolvido na Corrupção", toda a vida daquela menina passara como um filme em sua mente, onde jamais Júlia esperava vê seu Pai que ama metido até o pescoço na "Corrupção", onde uma menina que foi criada com dignidade, com conforto, e logo descobrir isso, só que a vida é assim mesmo, da onde menos esperamos pode sair um mau caráter! A Filha do "Político Corrupto" ainda sim a Júlia é uma menina: decente, digna, não pode pagar pelos crimes de seu pai.A vida de Júlia continuou, o pai preso pagando pelo que fez e a Família vivendo.
Depois que contei estas quatro Crônicas, qual a diferença entre estas Pessoas? A diferença delas? A vida, as condições, as convivências, as oportunidades, o lugar onde elas vivem são completamente diferentes; mas todas as pessoas foram respeitadas pelo que elas são incondicionalmente de sua cor, sexualidade e condição de vida, agora o que podemos notar nestas Crônicas que chama muito a atenção e que faz parte de crimes contra a sociedade e contra as pessoas, pois a "Corrupção" invade a vida das Pessoas e  tomando todos os benefícios que seriam em prol das pessoas humildes como estas que estão nas crônicas, e então, "Corrupção" é crime e deve ser combatida de forma que todo o dinheiro Público ou Privado seja bem usado para melhorar a vida da Sociedade. 
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário